31º Congresso da Sociedade Indiana de Neurocirurgia Pediátrica aconteceu em Calcutá

A SBN esteve representada e planeja intercâmbio entre os dois países

O evento aconteceu entre os dias 6 e 8 de Fevereiro 2020 e teve um programa científico intenso, de altíssimo nível, intercalado por palestras de 10 minutos, discussões e simpósios temáticos (disrafismo espinhal, hidrocefalia, epilepsia, tumores). Entre os 25 convidados estrangeiros, de 15 nacionalidades, 6 eram brasileiros. 

A Dra. Nelci Zanon, neurocirurgiã, membro da Comissão das Mulheres na Neurocirurgia da SBN e Presidente do Comitê de Neurocirurgia Pediátrica da Federação Mundial das Sociedades de Neurocirurgia (WFNS), participou dos simpósios de anomalias da junção  craniocervical e das malformações craniofaciais.  

O Departamento de Pediatria da SBN esteve muito bem representado, através  da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia Pediátrica, para continuidade a um trabalho colaborativo crescente. “Ricardo Oliveira e Artur da Cunha estão estabelecendo intercâmbios oficiais, para que nossos residentes brasileiros possam ter esta experiência na Índia, bem como o Brasil possa  receber os colegas indianos. Ao longo da convivência entre as duas Sociedades, percebemos mais similaridades do que diferenças entre nós”, observa a Dra. Nelci.

O Presidente do Congresso, Sandip Chatergee, e o responsável  pela comissão científica, Kaushik Sil, fizeram um excelente trabalho, com reunião da colaboração de mais de 35 pessoas. 

O tempo das palestras foi cronometrado com ponto eletrônico na tela, permitindo início e fim das sessões com diferenças menores de cinco minutos, entre a programação e a execução da mesma. 

Durante os almoços, na sala de conferências aconteceu, também, workshop sobre monitorização intraoperatória, além de premiação dos três melhores jovens, que participaram com  temas livres.  

Hospitalidade, cultura e costumes

Para a Dra. Nelci, “a formalidade dos colegas indianos e sua hospitalidade são bem marcadas, eles consideram e tratam os visitantes como deuses”. 

Entre as atividades culturais, os participantes contemplaram apresentações com músicas e danças locais, com destaque para as realizadas por um grupo de crianças com necessidades especiais. 

Outra surpresa foi a visita à casa de Madre Teresa, em Calcutá. Agora Santa Teresa, que ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1979.

Como curiosidade, a Dra. Zanon observou duas coisas: a primeira em relação à organização do evento, onde computadores pessoais não foram permitidos; e outra na área científica, onde refletiu sobre Calcutá estar relacionada aos seis prêmios nobéis da Índia.

“No ano passado, em Fortaleza, no congresso de pediatria, a sociedade Indiana foi nossa convidada. Desta vez, fomos nós os convidados, com retribuição memorável”, finaliza a especialista.

 

*Com informações da Dra. Nelci Zanon. A Dra. Nelci Zanon é neurocirurgiã, membro da Comissão das Mulheres na Neurocirurgia da SBN e Presidente do Comitê de Neurocirurgia Pediátrica da Federação Mundial das Sociedades de Neurocirurgia – WFNS.