3.1 – CATETER DE PIC

Procedimento 3.1 – CATETER DE PIC
Descrição do procedimento Introdução de cateter de PIC no parênquima cerebral, espaços extradural ou subdural para monitoramento da pressão intracraniana. Cateter não é colocado no ventrículo cerebral.
CIDs do Procedimento C700, C710, C711, C712, C713, C714, C715, C716, C717, C718, C719, C722, C723, C724, C725, C728, C729, C751, D330, D331, D332, D333, D337, D339, D352, D430, D431, D432, D433, D434, D437, D439, D443, G936, I610, I611, I614, I615, I616, I620, I621, I630, I631, I632, I633, I634, I635, I636, I638, I691, S062, S063. 065, S066, S067
Indicação Monitorização e controle da hipertensão intracraniana de origem traumática ou não que causem edema ou inflamação cerebral, hemorragias intracranianas e hérnias cerebrais.
Caráter da Indicação (  )Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação Morte encefálica
Exames da Indicação RaioX do crânio,Tomografia computadorizada do crânio e Ressonancia Magnetica do crânio
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.14.01.10-4 Implante de eletrodos medular ou cerebral 10A
2.02.02.06-7 Monitorização da pressão intracraniana 2B
3.14.01.26-0 Tratamento cirúrgico da fístula liquórica 10C
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT) 2C
     
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
 

 

KIT TREPANAÇÃO

Broca de parada automática tipo Smith ou instrumento de corte esférico de 5 mm 01
Hemostáticos polímero de celulose oxidado para hemostasia ou hemostático de fibrina 01
Cera hemostática para osso 01
Alternativa p/ Kit Trepanação se disponível Kit descartável para acesso craniano 01
  Sistema para monitorização da PIC (intraparenquimatoso, subdural, extradural) com ou sem medição da temperatura integrada. 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 01
 
Internação
Dias
UTI
7 dia(s)
Quarto
15 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim (  ) Não
Materiais Especiais Sistema de cateter implantavel no cerebro para monitorização da PIC e medidor (polígrafo) externo
Resolutividade Tratamento e controle da pressão intracraniana em crianças e adultos
Seguimento Diário em UTI por Neurointensivista, neurocirurgião e neurologista
Rastreabilidade Sim
Comentários Procedimento de monitorizaçao dentro da UTI para preservação da função cerebral;

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.

3.2 – DERIVAÇÃO VENTRICULAR EXTERNA DVE/PIC

Procedimento 3.2 – DERIVAÇÃO VENTRICULAR EXTERNA DVE/PIC
Descrição do procedimento Introdução de cateter no ventrículo cerebral para drenagem de líquor e monitoramento da pressão intracraniana (PIC)
CIDs do Procedimento G049, G910, G911, G912, G913, G918, G919, G930, G932, G940, G941, G942, Q030, Q031, Q038, Q039, Q050, Q051, Q052, Q053, Q054
Indicação Monitorizar e controlar a hipertensão intracraniana por drenagem liquorica assistida dos ventrículos cerebrais
Caráter da Indicação (  )Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação Presença de gradientes pressóricos entre os compartimentos intracranianos
Exames da Indicação Ultrasson do crânio em crianças, Tomografia computadorizada do crânio e Ressonância Magnética do crânio
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.14.01.05-8 Derivação Ventricular Externa 5C
3.14.01.08-2 Implante de cateter intracraniano 8A
3.14.01.10-4 Implante de eletrodos medular ou cerebral 10A
2.02.02.06-7 Monitorização da pressão intracraniana 2B
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT) 2C
     
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
 

 

KIT TREPANAÇÃO

Broca de parada automática tipo Smith ou instrumento de corte esférico de 5 mm 01
Hemostáticos polímero de celulose oxidado para hemostasia ou hemostático de fibrina 01
Cera hemostática para osso 01
Alternativa p/ Kit Trepanação se disponível Kit descartável para acesso craniano 01
  Sistema de derivação ventricular externa – cateter ventricular acoplado ao monitor de PIC (intraventricular) com ou sem medição da temperatura integrada. 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 01
 
Internação
Dias
UTI
7 dia(s)
Quarto
15 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim (  ) Não
Materiais Especiais Cateter ventricular e monitor (polígrafo) externo
Resolutividade Tratamento e controle da pressão intracraniana e intraventricular em crianças e adultos
Seguimento Medico diário
Rastreabilidade Sim
Comentários Visa preservar a função cerebral e reduzir danos por hipertensão intracraniana;

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.

3.3 – DERIVAÇÃO LOMBAR EXTERNA (DLE)

Procedimento 3.3 – DERIVAÇÃO LOMBAR EXTERNA (DLE)
Descrição do procedimento Introdução de cateter lombar externo para de drenagem líquor e/ou monitoramento da pressão intrarraqueana.
CIDs do Procedimento C710, C711, C712, C713, C714, C715, C716, C717, C718, C719, C795, D320, D321, D329, D330, D331, D332, D333, D334, D337, D339, G049, G910, G911, G912, G913, G918, G919, G930, G932, G940, G941, G942, G960, I600, I601, I602, I603, I604, I605, I606, I607, I608, I609, I671, M500, M501, Q030, Q031, Q038, Q039, Q050, Q051, Q052, Q053, Q054, S069
Indicação Drenagem externa de líquor para tratamento de fistulas liquoricas cranianas e raquidianas e/ou monitoramento e controle da pressão intrarraqueana.
Caráter da Indicação (  )Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação Gradiente pressórico entre os compartimentos intracranianos
Exames da Indicação Tomografia computadorizada do crânio e/ou coluna vertebral, Ressonância magnética do crânio e/ou coluna vertebral
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.07.15.08-3 Derivação lombar externa 6A
3.07.15.25-3 Punção Liquórica 2B
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT) 2C
     
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
  Sistema de derivação lombar externa com coletor esteril 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 01
     
 
Internação
Dias
UTI
2 dia(s)
Quarto
7 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim (  ) Não
Materiais Especiais Sistema de derivação lombar externa com coletor esteril
Resolutividade Tratamento de fistula liquorica craniana e raqueana e controle da pressão intra raqueana
Seguimento Medico diário
Rastreabilidade Sim
Comentários Garantir recuperação da circulação liquorica por vias fisiologicas;

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.

3.4 – DERIVAÇÃO VENTRÍCULO-PERITONEAL (DVP)

Procedimento 3.4 – DERIVAÇÃO VENTRÍCULO-PERITONEAL (DVP)
Descrição do procedimento Desvio do liquor do sistema ventricular intracraniano para a cavidade peritonial. Inclui revisões do sistema.
CIDs do Procedimento G910, G911, G912, G913, G919, G930, G940, G941, G942, Q030, Q031, Q038, Q039, Q046, Q050, Q051, Q052, Q053, Q054
Indicação Alivio da hidrocefalia e da hipertensão intraventricular
Caráter da Indicação (X)Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação Gradiente de pressão entre compartimentos intracranianos e infecção intracraniana
Exames da Indicação Ultrasson do crânio, Tomografia computadorizada do crânio, Ressonância Magnética do crânio.
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.14.01.23-6 Sistema de derivação ventricular interna com válvula ou revisões 10
3.14.01.08-2 Implante de cateter intracraniano 8A
3.10.09.17-4 Laparotomia exploradora 7A
3.10.08.06-2 Implante de cateter peritoneal 3C
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT)* 2C
     
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
 

 

KIT TREPANAÇÃO

Broca de parada automática tipo Smith ou instrumento de corte esférico de 5 mm 01
Hemostáticos polímero de celulose oxidado para hemostasia ou hemostático de fibrina 01
Cera hemostática para osso 01
Alternativa p/ Kit Trepanação se disponível Kit descartável para acesso craniano 01
  Sistema de cateteres de derivação ventrículo-peritoneal com válvula (standard de pressão fixa  ou regulável) tamanho adequado  para criança ou adulto 01
  Tunelizador sub cutâneo 01
Se necessário Dispositivo anti-sifão 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 02
 
Internação
Dias
UTI
1 dia(s)
Quarto
5 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim (  ) Não
Materiais Especiais Não
Resolutividade Controle da hidrocefalia e da hipertensão intraventricular
Seguimento Medico diário e amblatorial pós alta hospitalar
Rastreabilidade Sim
Comentários * Valor do código multiplicado x2 por curativo crânio e abdome.

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.

3.5 – DERIVAÇÃO VENTRÍCULO-ATRIAL (DVA)

Procedimento 3.5 – DERIVAÇÃO VENTRÍCULO-ATRIAL (DVA)
Descrição do procedimento Desvio do liquor do sistema ventricular intracraniano para a cavidade atrial cardíaca direita. Inclui revisão do sistema
CIDs do Procedimento G910, G911, G912, G913, G919, G930, G940, G941, G942, Q030, Q031, Q038, Q039, Q046, Q050, Q051, Q052, Q053, Q054
Indicação Controle da hidrocefalia e da hipertensão intracraniana
Caráter da Indicação (X)Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação Gradiente pressórico entre os compartimentos intracranianos. Endocardite.
Exames da Indicação Ultrasson do crânio e venoso no pescoço, Tomografia do Crânio, Ressonância Magnética do crânio.
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.14.01.23-6 Sistema de derivação ventricular interna com válvula ou revisões 10B
3.14.01.08-2 Implante de cateter intracraniano 8A
3.09.13.09-8 Dissecção de veia c/ colocação de cateter venoso 3A
3.09.11.04-4 Cateterismo cardíaco direito e/ou esquerdo c/ ou s/ cineangiografia 7C
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT) 2C
     
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
 

 

KIT TREPANAÇÃO

Broca de parada automática tipo Smith ou instrumento de corte esférico de 5 mm 01
Hemostáticos polímero de celulose oxidado para hemostasia ou hemostático de fibrina 01
Cera hemostática para osso 01
Alternativa p/ Kit Trepanação se disponível Kit descartável para acesso craniano 01
  Tunelizador sub cutâneo 01
  Sistema de cateteres de derivação ventrículo-atrial com válvula (standard – pressão fixa  ou regulável) tamanho adequado para criaças e adultos 01
Se necessário Dispositivo anti-sifão 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 02
 
Internação
Dias
UTI
1 dia(s)
Quarto
5 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim (  ) Não
Materiais Especiais Não
Resolutividade Controle da hidrocefalia e da hipertensão intracraniana.
Seguimento Medico diário e ambulatorial pós alta hospitalar
Rastreabilidade Sim
Comentários Procedimento indicado em crianças e adultos;

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.

3.6 – DERIVAÇÃO VENTRÍCULO-PLEURAL (DVPL)

Procedimento 3.6 – DERIVAÇÃO VENTRÍCULO-PLEURAL (DVPL)
Descrição do procedimento Desvio do liquor cefalorraquidiano do sistema ventricular intracraniano para cavidade pleural. Inclui revisão do sistema
CIDs do Procedimento G910, G911, G912, G913, G919, G930, G940, G941, G942, Q030, Q031, Q038, Q039, Q046, Q050, Q051, Q052, Q053, Q054
Indicação Hidrocefalia, fistula liquorica, hipertensão intraventricular, como alternativa às DVP e DVA
Caráter da Indicação (  )Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação Gradiente pressórico entre os compartimentos intracranianos e infecções intracranianas.
Exames da Indicação Ultrasson do ranio, Tomografia Computadorizada do crânio e Ressonância Magnética do crânio
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.14.01.23-6 Sistema de derivação ventricular interna com válvula ou revisões 10B
3.14.01.08-2 Implante de cateter intracraniano 8A
3.08.04.08-6 Punção pleural 3B
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT)* 2C
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
 

 

KIT TREPANAÇÃO

Broca de parada automática tipo Smith ou instrumento de corte esférico de 5 mm 01
Hemostáticos polímero de celulose oxidado para hemostasia ou hemostático de fibrina 01
Cera hemostática para osso 01
Alternativa p/ Kit Trepanação se disponível Kit descartável para acesso craniano 01
  Sistema de cateteres de derivação ventricular e peritoneal para uso alternative intrapleural  com válvula (standard – pressão fixa  ou regulável) 01
  Tunelizador sub cutâneo 01
Se necessário Dispositivo anti-sifão 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 02
     
 
Internação
Dias
UTI
1 dia(s)
Quarto
3 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim (  ) Não
Materiais Especiais Sistema de cateteres e válvula para derivação liquorica
Resolutividade Controle da hidrocefalia e da pressão intracraventricular
Seguimento Medico diário e ambulatorial pós alta hospitalar.
Rastreabilidade Sim
Comentários * Valor do código multiplicado x2 por curativo cranio e torax;

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.

3.7 – DERIVAÇÃO LOMBO-PERITONEAL (DLP)

Procedimento 3.7 – DERIVAÇÃO LOMBO-PERITONEAL (DLP)
Descrição do procedimento Desvio do liquor do sistema intrarraquidiano lombar para cavidade peritoneal. Inclui revisão do sistema
CIDs do Procedimento G910, G912, G913, G918, G919, G932, G940, G941, G942
Indicação Hidrocefalia e hipertensão intracraniana com ventrículos reduzidos, fístula liquórica.
Caráter da Indicação (X)Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação Gradiente pressórico entre compartimentos intracranianos e infecção intracraniana
Exames da Indicação Tomografia computadorizada do crânio e Ressonância Magnética do crânio
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.14.01.23-6 Sistema de derivação ventricular interna com válvula ou revisões 10B
3.07.15.25-3 Punção Liquórica 2B
3.10.09.17-4 Laparotomia exploradora 7A
3.10.08.06-2 Implante de cateter peritoneal 3C
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT)* 2C
     
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
  Sistema de cateteres de derivação ventrículo-peritoneal com válvula (standard  de pressão fixa ou regulável) 01
  Tunelizador sub cutâneo 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 02
 
Internação
Dias
UTI
0 dia(s)
Quarto
3 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim ( ) Não
Materiais Especiais Sistema de cateteres e válvula
Resolutividade Controle da hidrocefalia e da pressão intracraniana
Seguimento Medico diário e ambulatorial pós hospitalar
Rastreabilidade Sim
Comentários * Valor do código multiplicado x2 por curativo cranio e abdome.

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.

3.8 – TRATAMENTO CIRÚRGICO DA FRATURA AFUNDAMENTO DE CRÂNIO

Procedimento 3.8 – TRATAMENTO CIRÚRGICO DA FRATURA AFUNDAMENTO DE CRÂNIO
Descrição do procedimento Correção cirúrgica de fratura afundamento de crânio, sem drenagem de hematoma. Pode envolver um ou mais ossos craniofacial
CIDs do Procedimento S020, S021, S023, S027, S071
Indicação Fraturas de crânio com afundamento e deslocamento de fragmentos para dentro do cranio
Caráter da Indicação (  )Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação co- morbidades clinicas e instabilidade cardio circulatória e/ou respiratória para cirurgia
Exames da Indicação RX de crânio, Tomografia computadorizada do crânio
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.02.15.08-0 Tratamento cirúrgico da fratura do crânio/afundamento 9B
3.04.04.12-6 Ressecção do osso temporal* 11B
3.02.10.10-0 Reconstrução com rotação do músculo temporal* 9C
3.02.09.05-6 Correção cirúrgica de depressão (afundamento) da região frontal** 10B
3.02.07.04-5 Redução de fratura do seio frontal (acesso coronal)** 8C
3.03.02.06-4 Fratura de órbita – redução cirúrgica*** 9A
3.03.02.02-1 Descompressão da órbita ou nervo óptico*** 9B
3.03.02.10-2 Reconstituição de paredes orbitárias*** 9B
3.02.15.02-1 Craniotomia descompressiva Ṫ 9C
3.01.01.68-9 Reconstrução com retalho da gálea aponeurótica 8C
3.02.15.04-8 Reconstrução craniana ou craniofacial 11A
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT) ṪṪ 2C
3.03.02.10-2 Reconstituição de paredes orbitárias*** 9B
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
 

KIT CRANIOTOMIA

Broca de parada automática tipo Smith 01
Instrumento de corte esférico para drilagem 01
Fresa para craniótomo adulto ou infantil 01
Cera hemostática para osso 01
 

 

KIT HEMOSTASIA

Hemostáticos polímero de celulose oxidado para hemostasia ou hemostático de fibrina 01
Hemostático absorvível de colágeno 01
Esponja de gelatina absorvível 01
Cotonóides em 3 tamanhos (pequeno, médio e grande ) 01
 

KIT RECONSTRUÇÃO CRANIANA

Miniplacas de fechamento de crânio 04
Parafusos titâneo para fechamento crânio 16
Cimento ósseo – metilmetacrilato 10 g 01
Alternativa para Miniplacas e parafusos Botões de osteossíntese 04
  Dreno à vácuo para subcutâneo 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 01
 
Internação
Dias
UTI
2 dia(s)
Quarto
3 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim () Não
Materiais Especiais Aspirador a vácuo e coaguladores monopolar e bipolar
Resolutividade Alinhamento ósseo, fechamento e reparação cosmética do crânio
Seguimento Medico diário e ambulatorial pós alta hospitalar
Rastreabilidade Sim
Comentários * Quando a cirurgia envolver o osso temporal e sua correção cirúrgica fizer parte do processo.
  ** Quando a fratura envolver o osso frontal e sua correção cirúrgica fizer parte do processo.
  *** Quando a fratura envolver a(s) órbita(s) e sua correção cirúrgica fizer parte do processo.
  Ṫ Quando houver necessidade de descompressão associado ao procedimento principal.
  ṪṪ Código de curativo deverá ser multiplicado x2 nos casos em que houver armazenamento da calota craniana no abdome (curativo em crânio e abdome).

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.

3.9 – DRENAGEM DO HEMATOMA INTRACRANIANO

Procedimento 3.9 – DRENAGEM DO HEMATOMA INTRACRANIANO
Descrição do procedimento Drenagem aberta de hematoma intracraniano (extradural, subdural, intraparenquimatoso) com valor final conforme acesso (temporal, frontal, etc).
CIDs do Procedimento I610, I611, I612, I613, I614, I615, I616, I618, I621, S064, I629, I691, I692, S063, S065, P100
Indicação Drenagem de coleção hemorrágica intracraniana e descompressão cerebral
Caráter da Indicação (  )Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação Instabilidade cardio-circulatoria, respiratória e coagulopatia não controlada
Exames da Indicação Tomografia computadorizada do crânio, Ressonancia Magnética do crânio.
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.14.01.30-9 Tratamento cirúrgico do hematoma intracraniano 11C
3.04.04.12-6 Ressecção do osso temporal* 11B
3.02.10.10-0 Reconstrução com rotação do músculo temporal* 9C
3.02.09.05-6 Correção cirúrgica de depressão (afundamento) da região frontal** 10B
3.02.07.04-5 Redução de fratura do seio frontal (acesso coronal)** 8C
3.02.15.02-1 Craniotomia descompressiva Ṫ 9C
3.01.01.68-9 Reconstrução com retalho da gálea aponeurótica 8C
3.02.15.04-8 Reconstrução craniana ou craniofacial 11A
3.14.01.26-0 Tratamento cirúrgico da fístula liquórica 10C
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT) ṪṪ 2C
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
 

KIT CRANIOTOMIA

Broca de parada automática tipo Smith 01
Instrumento de corte esférico para drilagem 01
Fresa para craniótomo adulto ou infantil 01
Cera hemostática para osso 01
 

 

KIT HEMOSTASIA

Hemostáticos polímero de celulose oxidado para hemostasia ou hemostático de fibrina 01
Hemostático absorvível de colágeno 01
Esponja de gelatina absorvível 01
Cotonóides em 3 tamanhos (pequeno, médio e grande ) 01
KIT DUROPLASTIA SINTÉTICA Cola biológica ou selante dural 5 ml 01
Tela de matriz colágena absorvível e maleável 01
 

KIT RECONSTRUÇÃO CRANIANA

Miniplacas de fechamento de crânio 04
Parafusos titâneo para fechamento crânio 16
Cimento ósseo – metilmetacrilato 10 g 01
Alternativa para Miniplacas e parafusos Botões de osteossíntese 04
  Dreno à vácuo para subcutâneo 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 01
 
Internação
Dias
UTI
3 dia(s)
Quarto
5 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim (  ) Não
Materiais Especiais Coagulador monopolar e bipolar. Aspirador a vácuo
Resolutividade Recuperação funcional do cérebro
Seguimento Medico diário
Rastreabilidade Sim
Comentários * Quando a cirurgia envolver o osso temporal como na via de acesso.
  ** Quando a fratura envolver o osso frontal como na via de acesso.
  Ṫ Quando houver necessidade de descompressão associado ao procedimento principal.
  ṪṪ Código de curativo deverá ser musltiplicado x2 nos casos em que houver armazenamento da calota craniana no abdome (curativo em crânio e abdome).

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.

3.10 – TRATAMENTO CIRÚRGICO DA FRATURA DE CRÂNIO + DRENAGEM DE HEMATOMA INTRACRANIANO

Procedimento 3.10 – TRATAMENTO CIRÚRGICO DA FRATURA DE CRÂNIO + DRENAGEM DE HEMATOMA INTRACRANIANO
Descrição do procedimento Correção cirúrgica da fratura do crânio e drenagem aberta do hematoma intracraniano. Valor final conforme osso do crânio envolvido (acesso/correção)
CIDs do Procedimento S020, S021, S023, S027, S071, I621, S064, I610, I611, I612, I613, I614, I615, I616, I618, I621, S064, I629, I691, I692, S063
Indicação Fraturas de crânio com afundamento e deslocamento de fragmentos para dentro do crânio acompanhadas da drenagem de coleções hemorrágicas intracranianas.
Caráter da Indicação (  )Eletiva (X)Urgência
Contra-Indicação Instabilidade cardiocirculatória e respiratória, coagulopatia descompensada.
Exames da Indicação Tomografia computadorizada do crânio e Ressonância Magnética do crânio .
 
Códigos CBHPM Descrição Porte
3.02.15.08-0 Tratamento cirúrgico da fratura do crânio/afundamento 9B
3.14.01.30-9 Tratamento cirúrgico do hematoma intracraniano 11C
3.04.04.12-6 Ressecção do osso temporal* 11B
3.02.10.10-0 Reconstrução com rotação do músculo temporal* 9C
3.02.09.05-6 Correção cirúrgica de depressão (afundamento) da região frontal** 10B
3.02.07.04-5 Redução de fratura do seio frontal (acesso coronal)** 8C
3.02.15.02-1 Craniotomia descompressiva Ṫ 9C
3.01.01.68-9 Reconstrução com retalho da gálea aponeurótica 8C
3.02.15.04-8 Reconstrução craniana ou craniofacial 11A
3.14.01.26-0 Tratamento cirúrgico da fístula liquórica 10C
3.01.01.23-9 Curativo especial sob anestesia – por unidade topográfica (UT) ṪṪ 2C
 
OPMEs Descrição Quantidade
  Campo cirúrgico adesivo estéril 01
 

KIT CRANIOTOMIA

Broca de parada automática tipo Smith 01
Instrumento de corte esférico para drilagem 01
Fresa para craniótomo adulto ou infantil 01
Cera hemostática para osso 01
 

 

KIT HEMOSTASIA

Hemostáticos polímero de celulose oxidado para hemostasia ou hemostático de fibrina 01
Hemostático absorvível de colágeno 01
Esponja de gelatina absorvível 01
Cotonóides em 3 tamanhos (pequeno, médio e grande ) 01
KIT DUROPLASTIA SINTÉTICA Cola biológica ou selante dural 5 ml 01
Tela de matriz colágena absorvível e maleável 01
 

KIT RECONSTRUÇÃO CRANIANA

Miniplacas de fechamento de crânio 04
Parafusos titâneo para fechamento crânio 16
Cimento ósseo – metilmetacrilato 10 g 01
Alternativa para Miniplacas e parafusos Botões de osteossíntese 04
  Dreno à vácuo para subcutâneo 01
  Curativo estéril de filme transparente ou película protetora adesivo 01
 
Internação
Dias
UTI
3 dia(s)
Quarto
4 dia(s)
Anestesia ( X ) Sim (  ) Não
Materiais Especiais Aspirador a vácuo e coagulador monopolar e bipolar
Resolutividade Resgate da função cerebral
Seguimento Medico diário
Rastreabilidade Sim
Comentários * Quando a cirurgia envolver o osso temporal como na via de acesso.
  ** Quando a fratura envolver o osso frontal como na via de acesso.
  Ṫ Quando houver necessidade de descompressão associado ao procedimento principal.
  ṪṪ Código de curativo deverá ser musltiplicado x2 nos casos em que houver armazenamento da calota craniana no abdome (curativo em crânio e abdome).

Cirurgias realizadas em caráter de emergência/urgência terão acréscimo de 30% no valor final conforme previsto na CBHPM.